sexta-feira, 23 de maio de 2008

Humanóides Humanistas



A cena é mais ou menos assim: um gajo tem excesso de riqueza e há gajos que têm excesso de pobreza.
Cruzando estes gajos temos uma situação a precisar de Humanóides Humanistas que a tentem resolver apesar de saberem que a coisa nunca irá resultar em nada que se veja ou nos possamos orgulhar sem ficarmos com a sensação de que andamos por aí a enganar alguém.
A cena acaba por ser esta: andamos a enganar-nos a nós próprios.
Também.

1 comentário:

winlotto disse...

Such a nice blog. I hope you will create another post like this.